Sofrimento é Evolução?

Atualizado: 24 de Abr de 2020



Cada um de nós, a sua própria maneira e dentro de nosso quadro de crenças e experiências pessoais, busca o aprimoramento em todos os campos da vida. Muitos almejam uma vida melhor e mais próspera financeiramente, outros querem a segurança de um lar e de uma família, enquanto existem aqueles que mergulham nos estudos, procurando o desenvolvimento intelectual.


Porém, na essência, toda busca revela um desejo natural de evolução espiritual, pois esse é o caminho natural do ser humano. Somos impulsionados incondicionalmente e muitas vezes, inconscientemente ao ventre da força geradora de tudo, pois somos por definição criaturas ao reencontro de nossa essência divina.


Se somos divinos, então por que sofremos?


Na eterna trajetória evolutiva, são colocadas á nossa disposição, por meio da sabedoria divina, todas as ferramentas para o aprendizado e lapidação de nossas habilidades, nossa inteligência e nossas emoções e assim, somos capazes de crescer, transformar e ampliar nossa percepção do todo e de nós mesmos.





Acontece que, ainda acondicionados no invólucro carnal e suas limitações, tendemos a acreditar apenas no que nossos sentidos, pouco evoluídos, se comparados a nossa capacidade de sentir real e original, nos permite vivenciar. Deixamos então que a “realidade” cotidiana dite nossas necessidades e objetivos.


Ao permitirmos que isso aconteça, vamos perdendo a conexão com a verdadeira busca que nos move. E dessa incongruência, o sentido das todas as coisas também é corrompido. Dessa ruptura, surge um desconforto inexplicável que aflora como medo, insegurança, materialismo exacerbado, entre tantas outras formas de desequilíbrio. É como se mesmo tentando fazer tudo certo, existe sempre algo que não se encaixa perfeitamente, um vazio que não pode ser preenchido por nada.


E mesmo quanto atingimos esse grau de dissociação com a verdade maior, onde o sofrimento parece tomar conta de nosso ser, somos agraciados com mais uma chance de retomarmos a direção. É então que recebemos mais uma oportunidade para aprendermos algo importante que, por falta de atitude e equilíbrio, deixamos de lado.


Ao perdermos o controle de nossas vidas, o Universo ainda age para que recebamos todas as lições que necessitamos para progredirmos e prosperarmos, mesmo que pareça o contrário.

Cabe a nós sempre estarmos em harmonia e equilíbrio para aproveitarmos cada instante da vida com alegria e plenitude. Essa é a maneira natural de evoluirmos, com amor, e dentro de uma ética maior.




117 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A tal da Saudade...

Vovô Bento de Aruanda Por Otavio Vicario Muraca Muito de “ocês” já sentiram saudade uma vez na vida. E quero, se assim for de seu interesse, falar um pouco desse sentimento que é odiado por muitos e

Tarot on line com logo.png
Banner quadrado Tarot.png

Junte-se a Nós e ajude nossos Projetos fazendo uma doação