Religião X Ateísmo




Enquanto os religiosos, cada vez mais buscam Deus em todas as coisas, desde as mais sólidas, definidas e concretas ideias e objetos, até as mais profundas dúvidas e mistérios, os ateus, por sua vez, tentam a todo custo, provar a não existência dessa força superior, inexplicável, intangível, mas criadora e detentora de tudo o que existe. Será que um dos lados tem razão?


Em sua obra “Religião para Ateus”, de 2011, o filósofo suíço Alain de Botton propõe uma ideia filosófica, mas repleta de conceitos práticos, sobre como ateus podem manter-se como tais e, ainda assim, adotar alguns ensinamentos e conhecimentos pertencentes a religião, aplicáveis na esfera secular.


Dentro desses conceitos, de Botton abrange os campos da Sabedoria, Educação, Artes, entre outros, promovendo uma nova luz moral, ética, mas repleta de esperança e ternura. O autor examina cada área com leveza, mas profundidade, trazendo uma reflexão inédita e que poderia ser utilizada no caminho inverso.


Um bom exemplo, é quando o autor fala sobre como retiros, meditações e outros ‘exercícios espirituais’ são comuns e visam um aprimoramento do ser em todos os sentidos. Não há qualquer paralelo, segundo de Botton, no mundo secular. Talvez spas e hotéis fazenda, sejam o mais próximo disso, porém são voltados para o relaxamento, treinamento físico e exercício da superficialidade.


A questão é: O que aconteceria se nós, religiosos, “espiritualizados”, fiéis e devotos, buscássemos no ceticismo ateísta, no cientificismo pragmático, na busca por evidências e comprovações palpáveis, calculáveis ou concretas, as respostas para muitas das perguntas que deixamos de fazer, por conta de crenças, dogmas, e até mesmo, transferência de nossas responsabilidades e controle de nossa vida para um ser superior?

Provavelmente, não encontraríamos nenhuma resposta...


E talvez, a ausência de qualquer solução, seja o grande segredo para nossos anseios. Na falta de explicações concretas, encontraremos mais perguntas e, possivelmente, perguntas muito mais profundas e mais bem construídas do que as que temos feito, ou mesmo, deixamos de fazer por receio de contestar, refletir ou mergulhar em uma análise mais rigorosa, independente e intelectualizada dos grandes mistérios da humanidade.

Ter uma religião ou acreditar em uma força criadora e divina, não nos impede de utilizarmos o bom senso e a disciplina científica para tornar nossa fé mais rica, mais fundamentada e engrandecer ainda mais nossos cultos, nossas práticas e ações.


Quem sabe, ao transpassarmos as barreiras de certas crenças infundadas dos religiosos e do cientificismo engessado e cético dos ateus mais radicais, encontremos um caminho mais sábio para compreendermos cada vez mais o que somos, o que sentimos, e nossa relação com o Universo e tudo que ainda não podemos explicar.



123 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Tarot on line com logo.png
Banner quadrado Tarot.png

Junte-se a Nós e ajude nossos Projetos fazendo uma doação