• White Facebook Icon
  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon
  • Google Play ícone social
  • Marcel Oliveira

Exu na Lei da Kimbanda

Atualizado: Mai 30


Salve meus irmãos e minhas irmãs!

dando continuidade nas postagens anteriores sobre Kimbanda na África e Kimbanda no Brasil, começarei a entrar no mistério Exu dentro da tão comentada Kimbanda.

Forte abraço para todos os que me acompanham por aqui!

A Lei da Kimbanda vem dos bantos, dos povos Angola-Congo. A "misturança", ou ainda podemos dizer "sincretismo" entre Exu-iorubá, os Ngangas e Tatás (almas de chefes Kimbandeiros das nações bantas) foi o que deixou esse ar de confusão no povo, que muitos até mesmo sendo "feitos na Kimbanda", não entendem, ou o que é pior, tratam-no de diabo.

Na verdade, o Exu da Kimbanda não é o Exu-Iorubá (Orixá ou Imalé dessa cultura). Os Espíritos que chegam na linha da Kimbanda são espíritos de Ngangas ou Tatás, aqueles que quando encarnados na terra eram sacerdotes bantos adoradores de algum Nkisi ou Npungu.

No Brasil, o culto aos Npungus e Nkisis através dos seus mensageiros -os Ngangas- foi misturado na escravidão com o culto aos Encantados e aos pajés (da cultura tupi-guarani) e também com o dos Iorubás, surgindo os seguintes novos cultos, fruto desta miscelânea:

Makumba - vem de "ma-kiumba" (espíritos da noite). Foi assim chamado o mais primitivo culto sincretista no Sul do Brasil (e o primeiro originado no Brasil), dada a sua maior preponderância banto; é dela que descendem os outros cultos afro-brasileiros com influência das nações Angola-Congo, Tupi-guarani, Nagô e a Igreja, nessa ordem. A razão de se chamar makiumba (logo após por deturpação da palavra ficaria makumba ou macumba) foi justamente, porque é um culto que se faz à noite, onde se deveriam chamar necessariamente os espíritos da noite (almas de outros sacerdotes do culto - Eguns ou Ancestrais). No culto iorubano-nagô conhece-se e rende-se culto aos Ancestrais-Egun, porém eles são afastados dos rituais aos Orixás, tentando ter um contato com outro tipo de energia. Isto contribuiu para que os rituais onde se chamavam os eguns fossem menosprezados, tratados pejorativamente e mal interpretados.




Por outro lado, a Igreja também condenava os cultos com influência índio-banto onde se fazia a beberagem e supostamente "orgias".

Na verdade, as danças bantús eram no Brasil e ainda são na África, bastante eróticas, e também é verdade que os Guias bebem e fumam, porém é muito distante de ser uma orgia ou uma bebedeira. Depois, quando os grupos de nações começaram a procurar sua identidade, dividiram-se os principais componentes da Makumba, aparecendo; Candomblé de Angola, Candomblé de Congo, Candomblé de Caboclo ou de Encantados; Catimbó; - todos eles à procura de uma raiz cultural - e também, ao final do século XIX surgem da macumba urbana, (onde se tinha muita participação dos brancos pobres e os descendentes de escravos) a Umbanda e a Kimbanda com influências para o Espiritismo e com muito sincretismo. Na kimbanda, permaneceu grande parte do culto aos Ngangas da nação Angola-Congo, porém misturado com o diabo (pelas influências dos mitos e tabus dos próprios integrantes - que não tinham conhecimento das origens) e embaixo do pé Orixá Iorubá Exu.


Um forte abraço para todos os meus queridos leitores e muito Axé!




#umbandasagrada #umbanda #umbandasaber #umbandanopeito #umbandaeucurto #umbandatemfundamento #umbandanaalma #umbandaamor #umbandalinda #umbandaeamor #umbandabrasil #umbanda #guiasdeumbanda #dicadeumbanda #umbandaead #espiritualidade #reikibrasil #afro #religião #fé #cursosdeumbanda #teologia #umbandagrátis #deusébomotempotodo #exú #kimbanda #quimbanda #magia #marceloliveira





646 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

A tal da Saudade...

Vovô Bento de Aruanda Por Otavio Vicario Muraca Muito de “ocês” já sentiram saudade uma vez na vida. E quero, se assim for de seu interesse, falar um pouco desse sentimento que é odiado por muitos e

Tarot on line com logo.png
Banner quadrado Tarot.png

Junte-se a Nós e ajude nossos Projetos fazendo uma doação

Umbanda Grátis

Umbanda Grátis está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional. Baseado no trabalho disponível em www.umbandagratis.com.br. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença no site.

Email: umbandagratis@gmail.com

Phone: 55 21 998549390

Proprietário: Diego Domett

Deixe seu E-mail para ser Notificado de novos Posts e Cursos

Se Inscreva em nosso canal do Youtube

© 2020 Creative Cummons 4.0 - Todos os direitos reservados a Umbanda Grátis |  Termos de Uso  |   Políticas de Privacidade