A paz de Oxalá e Iemanjá, do seu encontro...


Iemanjá suas conchas me lembram sua beleza.

O mar. Ô, me abençoe mamãe.

Lindo como as nuvens brancas, em um céu aberto que faz ter paz, que me faz lembrar que quem cuida de mim, é Oxalá.

Tão sutil, como a harmonia desse dois Orixás, me trazem vida quando me sinto sozinho.

Seja o mar, de Iemanjá.

Seja a paz, de Oxalá.

Com esses dois equilíbrios, me balanço mas não caio fácil. Engana-se aqueles que acham, que eu não sou a força. Sou a força, por traz de toda tranquilidade. Assim como o mar pode ser bravo, eu também aprendi a ser em meio à minhas batalhas. Me prontifico sobre toda a certeza de um cuidado único, de Iemanjá. De Oxalá.

.

.

Texto: @guardioes_do_axe / Ideia inicial: @vidadeabiyan - (MANTENHA OS CRÉDITOS).

37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo