• Marcel Oliveira

A Partir de Hoje, Você Não Será Menos...


Temos a mania de acreditarmos profundamente que menos é mais...


Confundem menos com simples!

Menos nunca pode ser mais!


Esta equação foi criada para os comodistas que não gostam muito de se esforçarem em nada, então, creem que, o menos é mais ou até mesmo sagrado!

Veja você, falam até que pouco com Deus é muito. Logo Deus, que é o criador de tudo de todos e todas as riquezas deste universo!


Deus não é pouco nem muito porque Deus é Tudo.


Este tudo está dentro de você.

Quando você afirma isso, você pede pouco para você mesmo e o muito que o Universo pode te dar através de sua atitude (ação) fica reservado então, para aquele que entende que muito é um direito quando conquistado pelos próprios esforços!


E o que tudo isso tem a ver com a Umbanda Marcel?


Tudo oras!

Quantas velas você já acendeu pedindo prosperidade e nunca alcançou a prosperidade que você tanto sonha?

Quantas vezes você não quis amor verdadeiro e pouco deste amor que você tanto espera chega até você?


A culpa é da Umbanda?

A culpa é dos Guias?

A culpa é dos Orixás?

Não! A culpa é toda sua!


Sua pelas crenças que você mesmo alimenta acerca de pouco e muito.

Sua porque para você, rico não presta e quem tem amor, logo não terá mais, por que amor de verdade não existe e sempre tem que ter algo errado não é mesmo?


Reveja seus conceitos e suas "supremas verdade" e se dê mais valor.

Tudo dará certo porque você merece que dê, pode acreditar.


A Umbanda ajuda, mas se você não se ajudar, nem Deus poderá fazer aquilo que cabe a você fazer...


Pense nisso antes de desistir de seus sonhos e seus projetos.

Se você sonhou, imaginou e projetou é porque você já merece ter aquilo que sonha e deseja.


Os guias de Umbanda lhe abençoam sempre. Imagina então quando você tiver confiança em si mesmo e focar em seus sonhos!




72 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Tarot on line com logo.png
Banner quadrado Tarot.png

Junte-se a Nós e ajude nossos Projetos fazendo uma doação